quarta-feira, maio 11, 2011

Fragmentos de Sombra e Luz - Tempestade

Resgatando meus princípios.
Pela honra do REI!

E fez-se uma longa pausa no limiar entre o lógico e o lúcido...
Não, eu não cai!
Eu apenas olhei para frente com os olhos voltados ao passado,
e acabei tropeçando demasiadas vezes.
Eu tive que seguir em frente após ter tropeçado tanto.
Eu queria, na verdade sempre quis, que tudo fosse mais normal, por assim dizer.
Mas que culpa tenho eu de ser como sou?
Em meio as várias mudanças que me submeti para ser alguém melhor para outrem,
eu acabei esquecendo minha essência e com isso deixei várias oportunidades passarem.
Não me arrependo em momento algum, no entanto, sinto pela ausência do que eu poderia ter e hoje não tenho.
Tantas lutas que não me levaram a lugar nenhum...
O medo assassinado muitos anos atrás quando ainda uma criança...
A criança eterna que deixei tomar o controle até então...
O novo eu que não sabe quem verdadeiramente é...
Uma verdadeira tempestade se formou e eu, bem,
eu sou o motivo dela ter se formado e também a solução para que ela pare.
E nesse momento, eu a considero partindo para bem longe.
A partir desse momento vou seguir por outros caminhos.

"Eu não desisti de você, apenas mudei meu foco meu anjo..." (Minha Amada - Início de 2011)

I.C.A. - Meninniinho™
Pedaços de uma vida, fragmentos de uma história, o desistir mutável. 
Nada além de Fragmentos de Sombra e Luz...
Fim!

3 comentários:

  1. Ler este texto fez minha alma chorar...e por instantes, o texto e a música me levaram para bem perto da pessoa que me faz ter crises de riso.
    Quantas vezes tropeçamos, Ian?
    Não sei se este é um texto polissêmico, mas...sempre acaba tendo muito do Meninniinho em mim.
    você sempre quis que tudo fosse normal, não é?
    Mas você não é normal!! rs... ninguém na verdade é! muito menos as circunstâncias.
    Não há culpa, você é quem é, e é assim que deve ser!
    Tempestades vem e vão, tropeçamos e nos equilibramos de novo, a vida se parece com a onda do mar, e é cheia de ciclos.
    Uma hora molhamos o ombro do amigo para desabafar, outra hora nos rolamos de tanto rir. E continuamos de pé, carregando as nossas bagagens.
    Espero de coração, que este foco esteja em você, e em tudo o mais que fielmente acreditar.
    Estou aqui. Sempre...

    ResponderExcluir
  2. Nossa! Estou sem palavras, como sempre(SHAUSAUSHA). Esse texto me fez lembrar muitas coisas. Pessoa, não queira ser "nornal", vc é excelente desse jeito.
    Parabéns,continue progredindo,e em breve suas asas terão mais forças e poder do que as dos querubins. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Obrigado meus amores.
    Yasmim, continuarei sendo eu mesmo, pode deixar.
    Mi, você é meu porto seguro, meu amor maior, minha eterna maninha.

    ResponderExcluir