segunda-feira, janeiro 10, 2011

Fragmentos de Sombra e Luz - Tempo


O tempo vai passar e com ele tudo que deixarmos...
Mas estou preso aquilo que acredito ser o melhor para mim
Preso ao que deixei escapar e doei sem dor nem penar.
Amarrado aqui à um meio coração que pulsa em outro peito
Fortalecendo, fazendo crescer, unindo-se.
Agora, me amarrei ao tempo para tentar acompanhá-lo
Ainda que pareça difícil...
Ainda que seja meio impossível...
Em algum lugar aqui dentro há uma chama que não se apaga
Uma certeza incerta daquilo que não posso ver
nem mesmo tocar, mas que sei que está lá
No ínfimo do meu ser
No principio do seu ser
Na inconstância de nós dois.
Não vou soltar!


2 comentários: