segunda-feira, janeiro 25, 2010

A esperança vive - Ludmila Ferber

Das cinzas do que já se foi
A Esperança não morreu
Dos sonhos que não se cumpriram
A Esperança não morreu
Do fim que parece ter chegado de vez

A esperança vive, a esperança, a esperança não morre jamais
A esperança vive, a esperança, a esperança não morre jamais
A esperança vive, a esperança, a esperança não morre jamais

Tua casa vai ser conhecida como uma fonte de milagres
Essa causa impossível a de ser um testemunho do poder de Deus sobre voçê
Estes poços estes vales vão voltar a transbordar

Volte a crer volte a sonhar
Volte a crer volte a sonhar
Volte a crer volte a sonhar
Os sonhos de Deus


...

Obrigado Senhor!

Talvez não seja mais necessário buscar um futuro melhor.

Talvez seja necessário buscar um presente melhor.

Não importa os dias, nem as tribulações...

I.C.A. - O que fui foi a lembrança do amanhã...

Nenhum comentário:

Postar um comentário